Série:

Sensível-tátil

sensível-tátil sem fundo.png

Mão-retrato-sensível-ritmo-força-ato-delicada.

Este ensaio propõe uma reflexão sobre a mão como retrato sensível da nossa ação no mundo.

 

A mão em sua multiplicidade de sentidos sugere muitas possibilidades de expressão do ser através dela como ferramenta, conjugando muitos verbos: amassar, abrir, enrolar, moldar, tocar, dobrar, curvar, gravar, torcer, segurar, cortar, enlaçar, despejar, suspender, apertar, apreender, ligar, serrar, cavar, acender, laminar, lixar, polir.

 

Tátil-retrato como expressão do seu sensível domínio do sujeito-corpo.

 

Não se trata de nostalgia, mas de evidenciar a mão esquecida como ferramenta de trabalho e de expressão, contrapondo a ideia de que os trabalhos relacionados à mão não requerem o pensamento.

 

A mão não é autônoma. É ortografia do retrato da alma.